Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
Y29uM3ZrYTltYzVmMTN1NW44ODdvaXMxMjAxNTc0MzE5NTA5 Colunas - Editorial - Ponto de Vista - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

Em artigo publicado no mês de maio, que leva o título de: 40 anos de desindustrialização, o Economista e Professor emérito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Luiz Carlos Bresser-Pereira, descreveu de forma pormenor o processo de desindustrailização que acomete o Brasil desde meados da década de oitenta (80s), quando a economia do país puxou o freio de mão, devido a crise da dívida externa, mantendo-se praticamente paralisada durante toda a década de noventa (90s), em consequência da adoção de um regime de política econômica liberal, que infelizmente não foi superado na década seguinte e que ressurgiu agora em meados de 2018, através de meia dúzia de aprendizes de feiticeiros, cujo o objetivo estratégico não declarado é retardar ainda mais o desenvolvimento industrial e econômico do país para atender aos interesses escusos do mercado financeiro-rentista.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Em 28 de Abril de 2017, através de um convite do Clube de Engenharia, estive presente em um evento na faculdade de direito da USP, no Largo São Francisco, em São Paulo, afim de prestigiar o lançamento do Manifesto do Projeto Brasil Nação, capitaneado pelo famigerado economista, cientista político, cientista social, administrador de empresas, formado em direito e professor da Fundação Getúlio Vargas, Luiz Carlos Bresser-Pereira, e assinado por diversos políticos, professores, intelectuais e empresários como Fernando Haddad, Ciro Gomes, Celso Amorim, Eduardo Suplicy, Lindbergh Farias, Carina Vitral, Luiz Gonzaga de Belluzzo, Raduan Nassar, Pedro Celestino, Leda Paulani, Fábio Konder Comparato, Paulo Henrique Amorim e Mario Bernadini.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Layout disponibilizado por New7Ducks - FreePik.com e Foto disponibilizada por Tatiana Sapateiro

A primeira edição da Revista Manutenção, surgiu da tentativa de reunir em um único arquivo, todo o conteúdo publicado na edição digital, desde agosto de 2016, quando o periódico iniciou suas atividades, até dezembro de 2017, portanto ela é composta por informações e opiniões que evidenciam além do cotidiano da manutenção, a conjuntura geopolítica e econômica brasileira em um período de arremedo histórico, que certamente determinará o futuro do Brasil e consequentemente de toda a América Latina.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes Sociais

 

 
 

Anúncios

Livros recomendados

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE